Notícia

Ampliar fonte

Quarta-feira, 27 de novembro de 2019

Encontro realizado no final de semana também elegeu nova diretoria da Central.

A ADUFRGS-Sindical participou, no último final de semana,do 15º Congresso Estadual da CUT-RS, que debateu a conjuntura de ataques aos direitos dos trabalhadores e à democracia, e a construção da resistência. Realizado nos dias 22 e 23 de novembro, no Salão CIBAI Migrações, em Porto Alegre, o encontro também elegeu a nova direção da CUT.

A delegação da ADUFRGS foi formada por Darci Campani (vice-presidente), e pelos diretores Eduardo Rolim (tesoureiro), Eduardo Silva (Assuntos Jurídicos), Maria de Lourdes Gomes (Assuntos da Carreira do EBTT) e Jairo Bolter (Relações Sindicais). Os conselheiros Lúcia Couto Terra e Paulo Cesar Nascimento também participaram do evento.

Na abertura do segundo dia de Congresso, Bolter expressou o apoio da ADUFRGS à greve dos professores estaduais. “Nós temos que apoiar os professores nessa greve porque é uma luta de valorização da educação e não somente dos servidores. Temos que defender a educação pública e de qualidade”, destacou.

Campani lembrou a greve geral de 1983, da qual fez parte quando participava da CUT Metropolitana.  “Quem estava lá na época se lembra que foi a primeira greve geral que valeu para todo o Brasil em pleno regime militar. E a CUT Metropolitana teve papel forte e fundamental de articular a região de Porto Alegre. De lá pra cá essas CUTs foram sendo desativadas e enfraquecidas”, avaliou. Por isso, sugeriu, em nome da ADUFRGS, que fosse incluída nas resoluções do Congresso, a realização de plenárias regionais em 2020. 

Participação ativa

Durante o debate sobre as resoluções do Congresso, a ADUFRGS propôs e aprovou resoluções sobre Projeto Organizativo da CUT. Além disso, antes de encerrar o evento, Claudir Nespolo agradeceu aos sindicatos que colaboraram para a realização do Congresso, destacando a ecobag produzida pela ADUFRGS e distribuída a todos os delegados e delegadas do Congresso, com a frase “Em Defesa da Educação Pública”.

Eleição da nova diretoria

Ainda no sábado, a plenária elegeu a nova diretoria da CUT. A chapa única e unificada pelas diversas forças que compõem a Central foi eleita por unanimidade. Como presidente, assumirá o professor Amarildo Cenci, do Sinpro-RS, e como vice, o bancário Everton Gimenis do SindBancários Porto Alegre e Região (confira aqui a nominata completa).

“Temos que reafirmar alguns compromissos importantes. Nós temos o desafio de implementar as resoluções desse Congresso e vamos fazer de tudo para isso”, afirmou Cenci. “Queremos compartilhar uma gestão horizontalizada que priorize as entidades de base, o fortalecimento das regionais, num debate aberto com as federações, com as entidades que têm boas experiências de gestão, de práticas de organização por local de trabalho e, com isso, fortalecer a nossa Central”. 


 

Conape 2018

A Emenda à Constituição 95 (EC 95), que congela gastos sociais pelos próximos vinte anos, vai inviabilizar a Educação brasileira em todos os seus níveis, da educação básica à pós-gradução, com impactos já em 2018, afirmaram os representantes do PROIFES-Federação na mesa redonda Análise do Plano Nacional de Educação (PNE) à luz da EC 95, realizada na manhã desta sexta-feira, 25, segundo dia da Conferência Nacional de Educação Popular (CONAPE), que acontece em Belo Horizonte, capital mineira, até este sábado.