Notícia

Ampliar fonte

Segunda-feira, 11 de maio de 2020

Protetores faciais de acetato para segurança foram doados pelo sindicato ao projeto “Panific-AÇÃO e a Pandemia da #COVID19: o direito à alimentação também é Educação”.

Em mais uma ação solidária para amenizar os efeitos da pandemia da Covid-19, a ADUFRGS-Sindical fez a doação de protetores faciais para utilização da equipe que atua no projeto de extensão “Panific-AÇÃO e a Pandemia da #COVID19: o direito à alimentação também é Educação”, do IFRS – Campus Porto Alegre.

Como resultado de mais esta iniciativa do sindicato, na semana passada, o Instituto Federal fez a doação de 355 pães à Associação Anjos da Ecologia, cooperativa de catadores de resíduos sólidos localizada no Bairro Floresta. Os pães do tipo francês foram produzidos nos laboratórios do curso Técnico em Panificação do campus, pela equipe que participa do projeto. A professora Andréa Bordin Schummacher foi a responsável por efetuar a entrega, e incluiu também a doação de algumas camisetas do IFRS para os trabalhadores da cooperativa.

Contemplado no Edital IFRS nº 23/2020 – Apoio a Projetos de Extensão voltados ao enfrentamento do Coronavírus (COVID-19), o projeto tem como proposta a produção de panificáveis, como pães e bolos, para serem doados a membros da comunidade em situação de vulnerabilidade social e econômica.

O professor de Administração do IFRS-POA, Clúvio Soares Terceiro, conta que o projeto esteve no horizonte do Colegiado desde o momento em que as aulas foram suspensas. “O colegiado do curso de panificação tinha o desejo de colaborar, porque sabia das dificuldades que a suspensão das aulas acarretaria para muitos estudantes. A partir daí, começamos a conversar para ver como poderíamos ajudar. Logo, fomos procurados pelo Comitê de Crise, que tinha a intenção doar os insumos que não seriam utilizados nas aulas. Foi nesse momento que surgiu a ideia de começar a produção no laboratório da panificação e da confeitaria. A partir daí, fomos atrás de doações de empresas parceiras e buscamos recursos em um edital do IFRS destinado a projetos de extensão que estivessem vinculados ao enfrentamento da Covid-19. Mas, sem dúvida, nossa maior dificuldade foi organizar o laboratório, que tem a finalidade didático-pedagógica, para se transformar em um espaço de produção, com a segurança que o momento exige e as quantidades que o projeto demanda. Nisso, foi fundamental contar com a experiência dos ex-alunos do curso." Hoje, o objetivo do grupo é aumentar a produção e alcançar a meta de 120 bolos de 200g (24 quilos) e 20 quilos de pão francês (400 unidades).

Os produtos produzidos no projeto são destinados aos alunos do IFRS, a comunidades indígenas que já participam de alguns projetos de extensão do IFRS e a cooperativa de catadores. O projeto conta com um grupo de professores, técnicos administrativos, alunos e ex-alunos que consegue combinar pessoas de diferentes áreas do conhecimento e pessoas que acabaram assumindo funções diferentes.

Segundo o coordenador OdoaldoRocherfort Neto, “o projeto nasceu da vontade dos professores do Curso Técnico em Panificação do IFRS Campus Porto Alegre em fazer a diferença em tempos de Pandemia da Covid-19. Além de poder ser útil a quem precisa, este projeto mostra à sociedade gaúcha que o IFRS não parou. Dentro de suas possibilidades, continua a prestar um serviço gratuito e de qualidade”. 

O público-alvo do projeto são os alunos do campus em situação de vulnerabilidade e suas famílias, indígenas e cooperativa de catadores de resíduos sólidos. “Formamos uma rede de colaboração e solidariedade muito importante e representativa do que é o nosso curso. Conseguimos unir forças através da ação conjunta de professores, técnicas, alunos que estão cursando o Técnico em Panificação e alunos egressos do nosso curso, articulando ensino e extensão. 

A produção é realizada por alunos voluntários,sob orientação de técnicos e professores do curso, também voluntários, atendendo os critérios de distanciamento social do Ministério da Saúde. Docentes que participam do projeto:Adriana Pinho, Andrea Schumacher, Bruna Gewehr, Cluvio Soares Terceiro, Cristina Costa, Patrícia Dias e Odoaldo Rocherfort Neto. Técnicos-administrativos: Fernanda das Neves (nutricionista) e Renata Martins (técnica de Laboratório/Alimentos), Discentes:Daiana Hermann, Jaqueline Rodrigues, Ketlyn Ramos e Luana dos Santos. Colaboradores (ex-alunos¬):Aline Mello e Alexandre Correa Adolfo.

Texto com informações do site do IFRS.